Seu IP: Desconhecido · Seu status: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido
Blog Aprofundado

Segurança na Internet para crianças: guia prático para os pais

Ensinar seus filhos sobre segurança na Internet é absolutamente vital, mas por onde começar? Nós abordamos o cyberbullying, roubo de identidade, perseguição e golpes de phishing para que você possa tomar decisões bem informadas sobre a segurança online do seu filho.

Ugnė Zieniūtė

Ugnė Zieniūtė

Feb 24, 2021 · Leitura de 5 min

Segurança na Internet para crianças: guia prático para os pais

6 dicas para manter as crianças seguras online

1. Dê o exemplo

Liderar pelo exemplo costuma ser a melhor maneira de mostrar a seus filhos como manter a segurança na Internet. Uma longa palestra sobre segurança online provavelmente será menos eficaz, então deixe suas ações falarem mais alto que as palavras.

Ao em vez disso, pergunte-se:

  • Eu compartilho em excesso nas redes sociais, mas aviso meus filhos para não fazerem?
  • Estou checando meu telefone com muita frequência, especialmente durante o tempo com a família?
  • Meu filho entende que a segurança online é importante para mim e que a prático todos os dias?
  • Estou dando conselhos específicos e sendo proativo quando se trata em proteger o meu filho e os seus dispositivos contra ameaças?

2. Conhecimento

Os seus filhos admiram você, então, primeiro se eduque. Mantenha-se atualizado com os novos golpes e ameaças da Internet, pois eles estão em constante evolução. Assim você saberá contra o que está lutando e como planejar a melhor defesa.

Os 4 principais golpes dirigidos a crianças:

Os jovens geralmente são pegos em fóruns de jogos ou clicando casualmente em links dentro das mensagens, o que pode resultar em um caso grave de roubo de identidade ou espalhar uma infecção irreversível em seus dispositivos.

Aqui estão os 4 principais pontos a serem observados:

  1. Roubo de identidade
  2. Emails de phishing
  3. Malware
  4. Ataques a jogos online

Nossas atualizações sobre segurança online são a melhor maneira de manter seus conhecimentos de segurança atualizados. Você pode se inscrever no final deste post.

3. Proteja-os nas redes sociais

Com crianças de apenas 5 anos equipadas com iPhone, as mídias sociais substituíram muita interação física, tornando a internet seu novo playground. No entanto, isso traz muitas novas preocupações com a segurança na Internet.

Como em qualquer playground, o bullying é frequente e a maioria dos jovens não conta aos pais quando ocorre o cyberbullying. Felizmente, as plataformas de mídia sociais foram rápidas em introduzir recursos anti-bullying. O Instagram tem seu recurso de Restrição, o Facebook tem seu Centro de Prevenção de Bullying para adolescentes e o Snapchat lançou recentemente seu recurso “Aqui para você”, cheio de informações de autoajuda.

Aqui estão algumas ações específicas que você pode realizar para proteger seus filhos nas redes sociais:

As configurações de privacidade da conta na maioria das mídias sociais ou aplicativos de mensagens permitem que você;

  • Decida quem pode ver seu perfil, enviar mensagens para você e comentar suas postagens.
  • Relate comentários prejudiciais, mensagens, fotos inadequadas e peça para que sejam removidos. E em casos graves, feche a conta.
  • Desfazer amizades ou bloquear completamente as pessoas de verem seu perfil.
  • Desative os comentários na página do seu Instagram completamente.
  • Oculte suas postagens e stories de pessoas específicas por alguns períodos.
  • Também é importante notar que as pessoas não são notificadas quando você as restringe, bloqueia ou denúncia. Como precaução extra, pergunte aos seus filhos se pode ser amigo deles nas redes sociais, desde que prometa não os envergonhar!

Para obter mais ajuda no gerenciamento de suas configurações de privacidade nas redes sociais, siga nossas dicas.

4. Explique por que a privacidade é importante

É importante explicar a seus filhos por que a segurança online é tão importante, usando exemplos do mundo real e contextualizando suas preocupações.

2019 foi o pior ano para violações de dados até agora. A privacidade online é mais importante do que nunca. Quando detalhes tão triviais como o nome de uma rua ou conexão familiar são transmitidos, os invasores podem descobrir sua identidade e usá-la para cometer fraudes ou perseguir você na vida real. Como pai, é fundamental discutir o quão perigoso pode ser compartilhar suas informações pessoais na Internet.

Para começar, defina o que são informações pessoais:

Seu endereço, número da previdência social, número de telefone e credenciais da conta.

A seguir, explique como suas informações pessoais podem ser usadas contra eles:

  • Nunca poste em tempo real. Compartilhar as fotos das férias de sua família nas redes sociais é um sinal claro de que ninguém está em casa. Aconselhe-os a não postar em tempo real, para que os invasores não possam rastrear seus movimentos.
  • Golpes de phishing: Cuidado com emails injustificados de empresas reconhecidas, pedindo seus dados para redefinir sua conta, por exemplo.
  • Roubo de senha: senhas fracas podem ser adivinhadas facilmente, até mesmo as mais fortes estão sujeitas a ataques de força bruta. Os hackers podem usar seus dados de login para invadir outras contas e vender seus dados em plataformas de jogos ou dark web.

5. Crie senhas fortes com seu filho

Assim que o seu filho desejar ter uma conta online de qualquer tipo, você deve apresentá-lo ao conceito de segurança por senha. A senha deve ser forte, complexa e exclusiva para que os bisbilhoteiros não possam invadir a conta.

O que fazer e não fazer ao criar uma senha:

  • Torne-a forte usando pelo menos 8 caracteres, incluindo letras maiúsculas, minúsculas, números e símbolos especiais.
  • Nunca inclua suas informações pessoais (nome, data de nascimento) em sua senha ou use os nomes de seus animais de estimação, amigos ou familiares.
  • Quanto menos sua senha se assemelhar a uma palavra real, melhor.
  • Se você quiser usar palavras do dicionário, substitua algumas das letras por números ou caracteres especiais.

Como manter as senhas seguras:

  • Memorize suas senhas ou use um bom gerenciador de senhas. Nunca as escreva.
  • Mantenha as senhas em segredo (as crianças adoram segredos, então essa é fácil!)
  • Troque-as regularmente.
  • Não use a mesma senha para contas diferentes.

6. Explique por que o Wi-Fi público gratuito é perigoso

É difícil não cair no Wi-Fi público gratuito. De cafeterias a universidades, shopping centers e estações de trem. Estão em toda parte. O problema é que as redes públicas não são seguras e suas informações ou dispositivos podem ser interceptados ao se conectar.

Diga isso a seus filhos e eles provavelmente darão de ombros com a velha atitude de “isso nunca vai acontecer comigo”. Afinal, usar o Wi-Fi público salva seus dados móveis. Felizmente, o perigo pode ser evitado instantaneamente, usando uma VPN.

Uma conta da NordVPN cobrirá até 6 dispositivos, aumentando sua segurança na Internet, em casa ou no trânsito. Isso significa proteção para toda a família pelo preço de uma única assinatura. Se você é novo no assunto e está se perguntando “o que é VPN?”, de forma simplificada, VPN (do inglês Virtual Private Network, ou rede virtual privada) é uma ferramenta de proteção essencial para qualquer pessoa que use a Internet. Uma vez instalada em seu dispositivo, a VPN criptografa seu tráfego de Internet e o redireciona por meio de um túnel privado, escondendo tudo que você envia, faz ou digita online de hackers. Tudo o que você precisa fazer é abrir o aplicativo da NordVPN e clicar no botão Quick Connect para uma proteção online completa.

Mantenha-se atualizado para que seus filhos possam ficar seguros online. Inscreva-se para receber dicas mensais de privacidade e segurança cibernética.

Assine a NordVPN
Também disponível em: English, Español, and other languages .