O seu IP: Desconhecido · O seu estado: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido
Blog Notícias

Internet segura para crianças: guia para os pais

Ensinar os seus filhos sobre segurança na internet é absolutamente fundamental, mas por onde começar? Abordaremos temas como cyberbullying, roubo de identidade, perseguição (stalking) e esquemas de phishing para que possa tomar decisões bem informadas sobre a segurança dos seus filhos online.

Laura Klusaite

Laura Klusaite

Feb 24, 2021 · Leitura de 5 min

Internet segura para crianças: guia para os pais

6 Dicas para manter as crianças seguras online

1. Seja um exemplo

Ensinar dando o exemplo é frequentemente a melhor forma de mostrar aos seus filhos como manter a sua internet segura. Um grande e longo discurso sobre a segurança online vai provavelmente surtir menos efeitos; então, deixe que as suas ações falem mais alto que as suas palavras.

Faça a si mesmo as seguintes questões:

  • Faço demasiadas partilhas nas redes sociais, mas aviso os meus filhos que não devem fazê-lo?
  • Estou sempre a aceder ao meu telemóvel, especialmente durante o tempo em que estou com a família?
  • Os meus filhos percebem que a segurança na internet é importante para mim e que a pratico todos os dias?
  • Dou conselhos específicos e sou proativo quando se trata de proteger os meus filhos e os seus dispositivos contra ameaças?

2. Esteja informado

Os seus filhos admiram-no, então garanta que sabe do que está a falar e mantenha-se bem informado. Mantenha-se atualizado no que diz respeito aos mais recentes esquemas e ameaças da internet, tendo em conta que eles estão constantemente a mudar e a crescer. Desta forma, saberá melhor o que tem de enfrentar e pode planear mais eficazmente a forma de se proteger.

Os 4 principais golpes dirigidos a crianças:

Os mais jovens são normalmente apanhados em fóruns de jogos ou ao clicarem em links dentro de mensagens – o que pode resultar em casos graves de roubo de identidade ou espalhar uma infeção irreversível nos seus dispositivos.

Aqui estão os 4 principais golpes a que deve estar atento:

  1. Roubo de identidade
  2. Emails de phishing
  3. Malware
  4. Ataques em jogos online

As nossas mais recentes notícias sobre segurança online são a melhor forma de manter os seus conhecimentos sobre segurança em dia. Pode subscrevê-las no final deste artigo.

3. Proteja-os nas redes sociais

Com crianças de apenas 5 anos a dispor de telemóveis com ligações à internet, as redes sociais por vezes substituem as interações físicas, tornando a internet o novo recreio. No entanto, isso traz consigo muitas e novas preocupações referentes à segurança na internet.

Como em qualquer recreio ou parque, é comum que existam situações de bullying e a maioria dos jovens não conta aos pais quando o cyberbullying ocorre. Felizmente, as plataformas das redes sociais foram rápidas a aplicar medidas antibullying. O Instagram tem a opção de bloquear ou restringir (Restrict) algumas pessoas, o Facebook tem o seu Centro de Prevenção de Bullying (Bullying Prevention Hub) para adolescentes e o Snapchat lançou recentemente a funcionalidade Here For You onde é disponibilizada informação variada de autoajuda.

Aqui ficam algumas ações específicas que pode realizar para proteger os seus filhos nas redes sociais:

As configurações de privacidade de uma conta na maioria das redes sociais ou apps de mensagens permitem-lhe:

  • Decidir quem pode ver o seu perfil, enviar-lhe mensagens e comentar as suas publicações.
  • Reportar mensagens e comentários ofensivos e fotos inapropriadas, e solicitar que sejam removidos; em casos mais graves, requerer que uma conta maliciosa seja fechada.
  • Remover uma amizade ou bloquear completamente algumas pessoas de ver o seu perfil.
  • Desativar completamente os comentários na sua página de Instagram.
  • Ocultar as suas publicações (posts e stories) de pessoas específicas por certos períodos de tempo.
  • É também importante ter em conta que as pessoas não são notificadas quando você as restringe, bloqueia ou denúncia. Como precaução extra, pode perguntar aos seus filhos se pode ser amigo deles nas redes sociais (desde que prometa não os envergonhar!).

4. Explique o porquê de a privacidade ser importante

É importante que explique aos seus filhos o porquê da segurança online ser importante usando exemplos reais e contextualizando as suas preocupações.

2019 foi até agora o pior ano no que se refere a violações de dados. A privacidade online é agora mais importante que nunca. Quando detalhes tão triviais como o nome de uma rua ou uma ligação familiar são difundidos, os atacantes podem descobrir a sua identidade e usá-la para cometer fraude ou persegui-lo na vida real. Como pai, é fundamental que discuta o quão perigoso pode ser partilhar as suas informações pessoais na internet.

Para começar, esclareça o que são informações pessoais:

A sua morada, número de Segurança Social, número de telefone e credenciais de contas.

De seguida, explique como as suas informações pessoais podem ser usadas contra eles:

  • Nunca publique algo em tempo real. Partilhar as fotografias das férias da sua família nas redes sociais é um sinal claro que não está ninguém em casa. Aconselhe-os a não fazer posts em tempo real, para que os atacantes não possam seguir os seus movimentos.
  • Esquemas de phishing. Tenha cuidado com emails injustificados provenientes de empresas reconhecidas que solicitem os seus dados para redefinir a sua conta, por exemplo.
  • Roubo de passwords. Passwords fracas podem facilmente ser adivinhadas, e mesmo as mais fortes estão sujeitas a ataques de força bruta (brute force attacks). Os hackers podem usar os seus dados de login para invadir outras contas e vender os seus dados em plataformas de jogos ou na dark web.

5. Criem passwords fortes juntos

Assim que os seus filhos queiram ter uma qualquer conta online, deve explicar-lhes o conceito de password segura. A password deles deve ser forte, complexa e única para que os “bisbilhoteiros” não consigam invadir-lhes a conta.

O que fazer e não fazer ao criar uma nova password:

  • Crie uma password forte usando pelo menos 8 caracteres, incluindo letras minúsculas e maiúsculas, números e símbolos especiais.
  • Nunca inclua informações pessoais (nome, data de nascimento) na sua password ou use os nomes dos seus animais, amigos ou familiares.
  • Quanto menos a sua password se parecer com uma palavra real, melhor.
  • Se pretende usar palavras do dicionário, substitua algumas das letras por números ou caracteres especiais.

Como manter as suas passwords seguras:

  • Memorize as suas passwords ou use um bom gestor de passwords como NordPass. Nunca as deixe anotadas em qualquer local.
  • Mantenha as passwords em segredo (as crianças adoram segredos, então esta dica é fácil!).
  • Altere as suas passwords regularmente.
  • Não use a mesma password para diferentes contas.

6. Explique por que razão o Wi-Fi grátis público é perigoso

É difícil resistir ao Wi-Fi grátis público. De cafés a universidades, centros comerciais e estações de comboio. Está em todo o lado. O problema é que as redes públicas não são seguras e as suas informações ou dispositivos podem ser intercetados tão rapidamente como o tempo que demora a se conectar.

Diga isto aos seus filhos e eles provavelmente vão encolher os ombros numa atitude de “isso nunca vai acontecer comigo”. Afinal, usar Wi-Fi público ajuda a poupar os seus dados móveis. Felizmente, o perigo pode ser evitado instantaneamente – ao usar-se uma VPN.

Uma conta NordVPN pode ser usada em até 6 dispositivos, aumentando a sua segurança na internet em casa e fora dela. Isso significa proteção para toda a família pelo preço de uma única subscrição. Se ainda não tem grandes conhecimentos sobre VPNs, deve saber que é uma proteção essencial para qualquer pessoa que use a internet. Uma VPN encripta o seu tráfego de internet e redireciona-o através de um túnel privado, ocultando dos hackers tudo o que você envia, faz ou escreve online. Tudo o que tem de fazer é abrir a app NordVPN e carregar no botão Quick Connect para uma total proteção online.

Também disponível em: English, Español, Português Brasileiro, e mais...