Seu IP: Desconhecido · Seu status: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido
Blog Novidades

10 dicas para evitar fraudes fiscais online

Há épocas do ano em que as agências fiscais pedem de acordo com vários critérios, certas informações fiscais, como a declaração de imposto de renda no Brasil. E há muitos criminosos de olho nestas épocas para aproveitar ao máximo as oportunidades e aplicar golpes.

Laura Klusaite

Laura Klusaite

Mar 11, 2021 · Leitura de 5 min

10 dicas para evitar fraudes fiscais online

E, se os métodos dos golpistas evoluem constantemente, o melhor remédio é a prevenção. Nós da NordVPN separamos dez dicas essenciais para você evitar essas fraudes online e assim, proteger suas informações.

1. Cuidado com websites e e-mails falsos

Um dos meios mais frequentes que os hackers utilizam para cometer fraudes e roubar dados são os ataques de phishing, usando websites falsos. Há vários websites falsos se passando por endereços legítimos da Receita Federal, induzindo as vítimas a preencher formulários com seus dados.

Há também uma série de e-mails e mensagens falsas prometendo facilidade e até vantagens que são boas demais para ser verdade (e realmente não são), muitas vezes se passando por órgãos como a Receita Federal.

Antes de fazer qualquer declaração, preencher qualquer coisa ou mesmo clicar e baixar o que quer que seja, tenha certeza de que o portal que você está acessando é legítimo e jamais faça qualquer coisa em endereços eletrônicos que não sejam canais oficiais do governo e de agências fiscais.

Não baixe nem clique em nenhum link recebido por e-mails, mensagens em apps ou em redes sociais cuja procedência você não possa verificar. Protocolos de segurança e indicativos como HTTPS são formas de verificar a autenticidade de um endereço eletrônico.

2. Não caia em promessas boas demais para ser verdade

Outra modalidade de golpe muito recorrente são mensagens, e-mails, websites e até aplicativos que prometem “formas alternativas” para burlar a Receita (ou o pagamento de outras taxas e impostos) e garantir vantagens.

Se sua motivação não é honesta, pode ter certeza que quem promete este tipo de “ajuda” também não tem boas intenções. A última coisa que você deve fazer é fornecer seus dados para quem promete restituições generosas do imposto de renda, por exemplo.

3. Cuidado com ligações suspeitas

A Receita Federal e os órgãos do governo não vão te contactar por telefone para falar sobre este tipo de operação. Se você receber ligações de pessoas que se passam por agentes de algum órgão do governo ou de alguma agência, não forneça informações pessoais e entre em contato com os canais oficiais destes órgãos e agências.

Uma das modalidades deste golpe por telefone aqui no Brasil é direcionada especialmente para empresários: os golpistas se passam por auditores fiscais, usando a autoridade do cargo para induzir pagamentos ou constranger as vítimas.

Comunicações deste tipo não são feitas assim e você deve desconsiderar estes contatos.

4. Use uma VPN para proteger seus dados online

Outra dica ótima para melhorar sua segurança é usar uma boa VPN (sigla para Virtual Private Network ou “rede virtual privada”). Para quem não sabe o que é VPN, elas são ótimas ferramentas de segurança: elas ajudam a criptografar sua conexão, criando um canal seguro pelo qual o fluxo de entrada e saída de informações fica protegido.

Além disso, quando você usa uma VPN no Brasil, ela ajuda a melhorar a integridade das suas transações online, bem como detectar e bloquear websites, mensagens e e-mails infectados, o que diminui consideravelmente as ameaças de phishing e fraudes diversas.

Usar uma VPN profissional como a NordVPN é uma ótima forma de reforçar sua proteção.

5. Mantenha senhas fortes

Crie senhas fortes e fuja de combinações óbvias demais. Muitas fraudes são facilitadas porque grande parte das pessoas mantém senhas muito fracas, o que torna mais fácil o trabalho dos criminosos e golpistas, que só precisam usar imensos bancos de dados e ataques automatizados até que as credenciais sejam encontradas e a combinação certa seja feita.

Se é fácil de criar, provavelmente também é muito fácil de burlar. Use combinações com letras maiúsculas, minúsculas, números, caracteres especiais e jamais compartilhe suas senhas com ninguém.

6. Tenha cuidado com redes públicas de Wi-Fi

Redes públicas de Wi-Fi oferecem muita comodidade, mas também são cheias de riscos. Elas são mais vulneráveis e muitas nem exigem autenticação para que as pessoas se conectem, o que facilita a vida dos hackers (na difusão de vírus, de ataques de man-in-the-middle e outras formas de invasões).

Só use essas redes com uma VPN ativa e de preferência, não preencha formulários nem acesse aplicativos e dados financeiros com este tipo de conexão.

7. Priorize a privacidade nas redes sociais

Redes sociais são parte do nosso cotidiano e da nossa vida. Mas não é demais priorizar sua privacidade e o sigilo das suas informações. Coloque a maior parte do seu conteúdo para o modo “só para amigos” e o mais privativo possível.

Muitos golpistas enviam mensagens pelas redes sociais com base em observações feitas com o que as próprias vítimas publicam. Evitar expor estas informações desnecessariamente significa dar menos recursos para eles.

8. Cuidado ao aguardar informações financeiras

Manter informações financeiras no seu dispositivo, especialmente informações fiscais, é um risco muito grande. Mantenha tudo em um backup acessível em recursos de nuvem ou em dispositivos criptografados e protegidos por senha.

Toda atenção e cuidado são indispensáveis. É importante lembrar que estes dispositivos não devem ser emprestados e nenhuma senha pessoal de acesso aos mesmos deve ser compartilhada.

9. Segurança digital é trabalho coletivo

Todas as pessoas da sua casa ou do seu ambiente de trabalho devem tomar as medidas de prevenção e cuidados listados aqui. Não adianta ter todo o cuidado com suas informações e sua conexão se, na sua casa, as outras pessoas criam vulnerabilidades na rede e nos seus dispositivos.

A manutenção da segurança das informações é um trabalho não só individual, mas também coletivo.

10. Cuidar das suas informações é tarefa diária

As dicas colocadas aqui servem especialmente para épocas do ano em que os crimes fiscais são mais comuns, como nos períodos de aumento nas declarações de imposto de renda, cobranças de IPTU e etc.

Mas elas não devem ser levadas a sério só nestas épocas. Afinal, crimes e golpes virtuais são constantes e os criminosos não descansam: eles só estão esperando a oportunidade certa para prejudicar mais vítimas.

E você definitivamente não quer ser uma delas.

Também disponível em: English, Português Brasileiro