Seu IP: Unknown · Seu status: Desprotegido Protegido
Blog Novidades

O que é TLS?

Jun 29, 2020 · Leitura de 4 min

O que é TLS?

Quando o assunto é tecnologia e segurança cibernética, é impossível não lidar com um monte de siglas e terminologias complicadas – e que são desconhecidas pela maioria das pessoas.

Muitos usuários da internet podem cometer o equívoco de achar que esses termos são exclusividade de especialistas e que só profissionais do ramo têm que saber sobre eles. Mas, não é bem assim.

Sua segurança é algo extremamente importante, e saber sobre alguns conceitos básicos de segurança digital é essencial para melhorar a integridade das suas informações online.

Então, vamos entender o conceito de segurança cibernética e a importância da TLS.

O que é segurança cibernética?

Antes de tudo, precisamos entender o que é segurança cibernética. Segurança é uma palavra bastante significativa: significa proteção, defesa, manutenção da integridade de algo ou alguém.

Segurança cibernética pode ser definida como as práticas e ações tomadas para proteger as informações armazenadas em dispositivos diversos (celulares, smartphones, tablets, desktops, laptops, netbooks, etc.), principalmente para manter a integridade e a segurança de uma rede e de todos os dispositivos conectados a ela.

Essa segurança envolve tanto redes particulares e próprias (redes de intranet, que são criadas exclusivamente para determinadas empresas e setores, com acesso limitado somente aos profissionais daquele ambiente) quanto para a rede mundial de computadores (que é aquela que pode ser acessada por qualquer dispositivo conectado à internet).

Resumindo, segurança cibernética tem a ver com tudo o que está relacionado à sua proteção e à proteção dos seus dados no mundo online, diminuindo os riscos oferecidos por criminosos e programas maliciosos que podem infectar seu dispositivo e roubar seus dados (como informações bancárias, senhas de acesso a e-mail e redes sociais, fotos, etc.).

O que é TLS?

TLS é a sigla para Transport Layer Security (“camada de segurança de transporte”, em uma tradução livre), que funciona como um protocolo de segurança. O principal objetivo do TLS é oferecer integridade para o fluxo de informações que ocorre na comunicação entre dispositivos em uma rede.

A TLS age especialmente para manter a segurança de e-mails, websites (e qualquer endereço eletrônico), aplicativos de troca de mensagens instantâneas, softwares de comunicação em geral (como aqueles usados para videoconferências) e praticamente tudo que gere tráfego de dados dos mais variados tipos e categorias.

Nós podemos entender o TLS como um mecanismo de criptografia, ou seja, um conjunto de recursos que codifica as informações para que só as partes que devem ter acesso a elas consigam “decifrá-las”.

Em termos mais simples, é como se sua mensagem tivesse as letras embaralhadas, percorresse um caminho até seu destino e, só depois, essas letras seriam reorganizadas para que as pessoas certas possam entender seu conteúdo.

o que é tls

Quais as principais vantagens da TLS?

Dentre os vários benefícios que tornam a TLS fundamental para quem quer usar a tecnologia de forma segura está a capacidade de garantir a privacidade das informações, ou seja, que só as partes que devem acessar essas informações terão acesso a elas.

Além disso, a criptografia feita pela TLS ajuda a manter a integridade dos dados trocados entre dois ou mais aplicativos, dificultando a ação de criminosos cibernéticos e o roubo de informações.

Como funciona a criptografia da TLS?

Para criptografar (ou seja, codificar e proteger) suas informações, a TLS oferece “chaves”, ou seja, mecanismos para acessar essa informação. Há duas chaves: uma pública, que é compartilhada pelos dispositivos que estão se comunicando, e outra particular, que é exclusiva para cada dispositivo.

De uma maneira resumida, a chave pública é aquela usada para criptografar as informações, e a chave privada serve para decodificar essas informações.

Elas são diretamente relacionadas de forma bastante complexa, mas o importante é saber que as duas são essenciais para o processo de criptografia, proteção e “tradução” de praticamente tudo que você envia e recebe no mundo virtual.

O que é o processo de handshake?

Outro ponto importante é entender o que é o processo de handshake. Na TLS, o handshake (que significa “aperto de mãos”) e pode ser entendido como o estabelecimento da comunicação segura entre dois ou mais dispositivos em uma rede.

Primeiro, a máquina entra em contato com o servidor e faz a solicitação de uma conexão segura; depois, o servidor responde essa solicitação com grupos de algoritmos para criar uma conexão criptografada. Esses algoritmos são comparados com uma lista e, depois de conferidos, são aprovados (ou rejeitados).

Depois, o servidor dá um certificado digital que serve para autenticar a segurança do servidor. Depois de confirmar se essa certificação é válida, a máquina (também chamada de cliente) prossegue nesse processo.

Com a chave pública oferecida pelo servidor, tanto o servidor quanto a máquina (cliente) estabelecem uma chave (ou código) para a sessão. Essa chave é usada até o fim da troca de informações entre as máquinas e o servidor.

É possível conferir a segurança de criptografia de TLS se o endereço eletrônico que você está visitando possuir a sigla HTTPS no início, também identificada por um ícone de cadeado verde logo ao lado, em geral.

Basicamente, e para resumir, o handshake é o processo de identificação entre as partes que estão se comunicando, ou seja, o início do processo de comunicação entre os dispositivos e o servidor, e é nesse estágio que a criptografia fundamental é estabelecida.

Dicas adicionais

Agora que você já sabe das principais informações sobre o que é segurança cibernética, o que é criptografia e porque a TLS é tão essencial para garantir a integridade e a privacidade das informações que você envia e recebe, vale a pena reforçar algumas dicas básicas de segurança virtual

Primeiro, é importante lembrar que a criptografia é um mecanismo de defesa, mas nenhum mecanismo é perfeito e imune a todos os perigos.

A TLS é uma “camada de proteção”, mas não substitui cuidados e comportamentos básicos de segurança, como evitar anexos estranhos, links desconhecidos e o download de software duvidoso.

Além disso, é aconselhável usar um bom software de VPN que seja confiável e segura. Essas ferramentas oferecem níveis adicionais de criptografia que acabam reforçando a proteção oferecida pela TLS.


Laura Klaus
Laura Klaus successAutor verificado

Laura Klaus is a content creator who is curious about technology and online privacy. She learns something new every day and shares that knowledge with readers worldwide.


Assine o blog da NordVPN