Seu IP: Desconhecido · Seu status: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido

Como Identificar Sites Falsos

Na internet, nem tudo é o que parece – nem mesmo os sites que você visita. Muitas páginas podem adotar um layout idêntico ao de canais legítimos para enganar os usuários. Neste artigo, você aprende a identificar e se proteger desses sites falsos.

Ilma Vienažindytė Ilma Vienažindytė

Ilma Vienažindytė

Como Identificar Sites Falsos

Os riscos dos websites falsos

No mundo virtual, grande parte do conteúdo que nós consumimos e acessamos está inserido na forma de websites.

Um website é um endereço (ou “sítio”) eletrônico formado por hipertextos e protocolos. O conjunto de websites disponíveis na internet forma a chamada WWW (World Wide Web).

Então, não é de se espantar que muitos criminosos cibernéticos façam uso desses endereços eletrônicos para aplicar golpes, disseminar malware e infectar sistemas, roubar informações e realizar diversos crimes de maior ou menor intensidade.

Esses criminosos (chamados de hackers ou crackers – sendo essa segunda designação a mais adequada) podem criar links infectados que redirecionam o internauta para uma página clonada, criada especialmente para roubar dados da vítima.

Cuidado com mensagens indevidas

Imagine que, por exemplo, um cracker crie uma página idêntica ao ambiente virtual do seu internet banking. Você recebe um e-mail sobre alguma dívida com o banco, uma oferta especial de crédito ou alguma oferta de investimento “imperdível”.

Ao clicar no link, você já está na página falsa, que te pede para inserir seus dados da sua conta pessoal do banco. Pronto! Agora, o criminoso já tem acesso aos dados de acesso da sua conta.

Muitas vezes, a vítima é levada até páginas maliciosas nas quais se insere dados como número de RG, CPF, endereço, local de trabalho, nome de familiares e parentes, telefones pessoais e absolutamente qualquer coisa que o golpista quiser.

Você pode identificar essas mensagens pelo teor delas. Em geral, elas são muito apelativas: ofertas, promoções, descontos, oportunidades “incríveis” e por aí vai. A sensação criada na vítima é a de que ela deve aproveitar uma chance que não vai durar muito tempo e que não vai se repetir. É o apelo à ganância.

Além disso, muitas mensagens usam de intimidação. São mensagens que mostram supostas dívidas com órgãos como o SPC, SERASA ou instituições bancárias – exigindo informações da vítima para “negociar essas dívidas”.

Antes de acreditar em qualquer uma dessas mensagens ou utilizar seus links, entre em contato com sua agência real, o órgão real do governo ou a empresa em nome da qual a mensagem foi enviada. Como regra, essas cobranças não são tratadas por e-mail, SMS ou qualquer um desses meios.

Dicas importantes para identificar websites falsos

Nós podemos listar muitos conselhos importantes para que você consiga perceber e detectar esses endereços e páginas falsas. Aqui, nós vamos colocar alguns deles – que são os principais e mais essenciais.

  • Confira o link e o domínio do website. Muitas vezes, os websites falsos tentam criar um link igual ao do site real – mas, felizmente, isso é impossível, já que cada website tem um registro de domínio. Se você acessa o endereço do Gmail, por exemplo, o endereço base é gmail.com. Links como gmail0.com são maliciosos. Qualquer letra, número, traço ou caractere diferente do link original serve para identificar uma página falsa.
  • Use o WHOIS. O WHOIS é uma ferramenta que contém diversas informações sobre os links: basta inserir o endereço eletrônico para verificar dados como CPF, CNPJ, endereço de registro e nome de quem detém o endereço eletrônico. É uma ótima forma de identificar conflitos de registro e inconsistências e evitar fraudes.
  • Pesquise no Google. Uma das melhores ferramentas para consulta é o próprio buscador Google: se você quer realmente saber qual website é verdadeiro, pesquise pela empresa, pessoa, organização ou qualquer outra informação para verificar, pelos resultados da pesquisa, qual link é real – em geral, o primeiro resultado é o confiável.

Preste atenção na segurança da conexão

Conexões frágeis apresentam mais riscos nos endereços eletrônicos acessados. Em geral, redes públicas (principalmente as de Wi-Fi) e redes sem senha e identificação, como regra, são as mais vulneráveis.

Se você acessa qualquer rede alheia sem muita confiabilidade, é mais fácil ser vítima de uma página falsa, porque as identificações de segurança que ocorreriam em uma rede segura e estruturada não existem nessas conexões.

Utilize conexões seguras e, para incrementar sua integridade, use uma VPN (virtual private network) (confira nosso artigo sobre o que é VPN) de qualidade e que seja bastante eficiente – esses aplicativos ajudam a aumentar a criptografia dos dados da sua conexão.

Sua segurança online começa com um clique.

Fique em segurança com a VPN líder a nível mundial

Também disponível em: Français and Português Brasileiro.

Ilma Vienažindytė
Ilma Vienažindytė Ilma Vienažindytė
success Autor verificado
Ilma Vienažindytė é uma criadora de conteúdo apaixonada por tecnologia e segurança on-line. Além do foco em tecnologia, também se especializa em levar perspectivas de cibersegurança a novos mercados.