O seu IP: Desconhecido · O seu estado: Protegido
Desprotegido
Desconhecido
Blog Como fazer

Porquê e como enviar um e-mail anónimo

Já pensou que seria útil poder enviar um e-mail com informação importante e confidencial – mas sem ter de revelar a sua identidade? Ou que deveria ser capaz de receber informação confidencial e/ou secreta num endereço igualmente não identificável? Apesar dos esforços das empresas tecnológicas em sentido contrário, continua a ser possível enviar e receber mails de forma anónima. Vejamos como.

Laura Klusaite

Laura Klusaite

May 31, 2021 · Leitura de 4 min

Porquê e como enviar um e-mail anónimo

3 razões pelas quais poderá querer usar um e-mail incógnito

Denunciantes de situações graves ou injustas

Um e-mail anónimo pode ser vital para denunciar crimes ou situações de injustiça, corrupção, assédio ou outras violações da lei. Porém, o denunciante corre riscos vários: intimidação, perda de emprego por despedimento, processos judiciais por difamação, etc. Nestas situações, o anonimato pode revelar-se uma proteção essencial e justíssima.

Jornalistas

Os jornalistas estão no mesmo cenário que os denunciantes, com uma agravante: estão publicamente expostos. Se é verdade que o estatuto de jornalista lhe poderia garantir certa proteção, é igualmente verdade que a liberdade de imprensa pode sofrer abusos, por vezes a níveis mais elevados que os dos denunciantes (grandes empresas, lobbies e grupos de pressão, etc.). Em vários países da União Europeia, como sucedeu em Malta e na Grécia, os jornalistas pagaram o preço mais elevado pelo desempenho da sua profissão. O anonimato é essencial para os jornalistas desenvolverem ações de investigação arriscadas com segurança.

Evitar spam e monitorização

Mesmo quem não tenha a temer pela sua segurança, pode temer pela perda de privacidade em favor das grandes empresas tecnológicas. A Google, as redes sociais e outras empresas criam perfis pessoais detalhados com a informação que lhes é livremente fornecida pela nossa utilização pessoal. Essa informação pode ser utilizada para criar anúncios direcionados ou vendida a terceiros.

Como enviar um e-mail anónimo

1. Criar uma nova conta de e-mail

O primeiro passo é criar uma nova conta de e-mail, cujos dados não poderão ser, de forma alguma, associados ao utilizador. Não só o nome será falso, mas também todos os dados (morada, etc.) fornecidos no momento da sua criação. Caso a empresa tecnológica solicite um número de telemóvel para confirmação de segurança, será prudente não fornecer nenhum.

2. Usar um e-mail “burner”

Um e-mail “burner” é o equivalente digital das mensagens que surgiam na famosa série dos anos 80 “Missão Impossível”, que se autodestruíam. Estas plataformas permitem criar um email temporário, que se autodestrói ao fim de pouco tempo. Paralelamente, é possível enviar mensagens a partir de um e-mail temporário que só servirá para enviar e não para receber; a plataforma AnonymouseMail é um bom exemplo deste tipo de serviço. Em sentido inverso, o TrashMail e o Mailinator permitem criar e-mails temporários que sirvam apenas para receber mensagens e não permitam o envio.

3. Usar um e-mail encriptado

Os serviços de e-mail encriptados oferecem as funcionalidades básicas e mais habituais das plataformas mais conhecidas. Porém, simultaneamente encriptam o conteúdo das mensagens, a caixa de entrada e até a lista de contactos. Isto significa que terceiros não conseguirão aceder à informação e que o próprio fornecedor do serviço também não deverá conseguir. Algumas destas plataformas disponibilizam serviços extra, como e-mails que se autodestroem ou pagamentos anónimos.

4. Usar uma VPN

Já muita gente sabe o que é uma VPN, não se considerando mais estes serviços como ferramentas ultra-sofisticadas só usadas por profissionais de cibersegurança. Pelo contrário, estas estão ao alcance de todos e são fáceis de utilizar. Seja qual for o método escolhido para enviar um e-mail anónimo, deve-se sempre usar uma VPN, por vários motivos:

  • A VPN vai alterar o IP associado ao envio do e-mail, o que poderia ser uma forma de identificar ou tentar alcançar o emissor.
  • A VPN encripta o conteúdo das mensagens, impossibilitando ao ISP transmitir essa informação a terceiros.

A segurança online começa com um clique.

Fique em segurança com a principal VPN do mundo

Mais dicas para enviar e-mails com privacidade

Para elevar os níveis de segurança e privacidade no envio de e-mails, convém ter em atenção mais alguns pontos.

  1. É importante não usar passwords já existentes ao criar novas contas. Se necessário, use-se um gerador de passwords aleatórias.
  2. Os dados de acesso da conta de e-mail anónima devem ser guardados em segurança; se possível, num gestor de passwords – mas não no mesmo onde estejam os dados de outras contas.
  3. Mesmo usando uma VPN, é preferível navegar anónimo a partir de uma rede pública e fazer os envios a partir daí.
  4. Antes de aceder à conta de e-mail anónima, o utilizador deve garantir que a VPN está mesmo ligada. Alguma experiência e à vontade na utilização da plataforma são recomendados.
  5. A conta de e-mail anónima deve ser usada somente para essa função, sem acumular para aceder, por exemplo, a redes sociais ou serviços online (Spotify, etc.).