Seu IP: Desconhecido · Seu status: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido
Blog Tutorial

Como Testar se uma VPN está Funcionando?

Talvez você pense que sua VPN está sendo executada do jeito certo, mas ela pode estar deixando suas informações vazarem, como sua identidade e sua localização. E estas falhas de privacidade e segurança podem ser difíceis de detectar.

Laura Klusaite

Laura Klusaite

Jan 07, 2021 · Leitura de 4 min

Como Testar se uma VPN está Funcionando?

Então, como saber se uma VPN está funcionando corretamente? Não se preocupe, você vai aprender sobre como fazer isto aqui mesmo, com nossas dicas de fácil execução.

As falhas de segurança mais comuns em uma VPN

Há muitas razões pelas quais uma VPN pode não oferecer 100% de segurança e, assim, acabar expondo suas informações pessoais. Nós separamos os tipos mais comuns de vazamento de informações que podem acontecer em uma VPN:

Vazamento de IP

Seu endereço de IP (Internet Protocol, “protocolo de internet”) contém muitas informações sobre você, como sua localização, seu registro de atividades online e os websites que você visita. Uma das principais funções de uma VPN é manter suas informações protegidas contra acessos não-autorizados e terceiros; então, se seu IP original acabar vazando, isso anula o propósito central de usar uma VPN.

Geralmente, isto acontece por conta de dois protocolos de internet, o IPv4 e IPv6, e algumas incompatibilidades relacionadas a eles.

Vazamento de DNS

Algumas vezes, seu IP pode continuar oculto, mas seu endereço DNS (Domain Name System, “sistema de nome de domínio”) acaba vazando, o que também revela sua localização. O servidor DNS troca textos de URL’s (Uniform Resource Locator, “localizador uniforme de recursos”) por endereços de IP numéricos.

Se você não usar uma VPN, este processo é gerenciado pelo seu ISP (Internet Service Provider, seu provedor de internet), que pode monitorar seu histórico de internet (os websites que você visitou), por exemplo. Se sua DNS vazar, então qualquer pessoa que esteja espionando seu fluxo de informações pode acessá-las. Isto pode até permitir um ataque por DNS.

Vazamento de WebRTC

A WebRTC (Web Real-Time Communication, “comunicação Web em tempo real” – saiba o que é WebRTC) é usada pelos navegadores mais populares, como Firefox, Chrome, Opera e Brave. Ela permite comunicação em tempo real, como chats por voz e vídeo, facilitando mecanismos e ferramentas de interação online. Mas, ao mesmo tempo, ela também apresenta vulnerabilidades para usuários de VPN.

Alguns websites podem usar a WebRTC de modo negativo, inserindo algumas linhas de código para burlar sua VPN e descobrir seu IP original. Isto é muito útil para websites que fornecem ou limitam conteúdo com base na sua geolocalização.

Felizmente, é possível prevenir estes vazamentos. Mas, primeiro, você tem que identificá-los. Você pode fazer isto com alguns testes básicos de VPN que podem ser realizados por qualquer pessoa.

Os tipos mais comuns de vazamentos de uma VPN

Como identificar vazamentos de IP e/ou DNS na sua VPN

Agora, você vai aprender a realizar teste de vazamento de DNS e de vazamento de IP:

  1. Primeiro, encontre seu endereço IP original fornecido pelo provedor de internet. Se você estiver usando uma VPN, desabilite-a e vá para esta página;
  2. Anote seu endereço de IP original/real;
  3. Reative sua VPN e volte ao website de teste;
  4. Agora, seu endereço IP deve ser diferente, junto com o país do servidor ao qual você se conectou com sua VPN. Se, mesmo assim, o que aparecer for o seu endereço IP original, então infelizmente há um vazamento na sua VPN;
  5. Algumas vezes, este teste de vazamento de IP pode não identificar vazamentos de DNS, que também podem revelar seus dados. Então, é extremamente recomendável fazer o teste de vazamento de DNS da DNSLeakTest;
  6. Se sua VPN estiver ativa, o DNSLeakTest deve mostrar a localização do servidor ao qual você se conectou para gerar seu novo IP;
  7. Selecione a opção Extended Test e aguarde (o processo pode levar alguns minutos);
  8. Se os resultados mostrarem seu endereço IP gerado pelo servidor do país que você escolheu com sua VPN, então ela não está com nenhuma falha de vazamento de DNS. Caso contrário, há um vazamento de DNS acontecendo.

O que fazer se seu IP e/ou DNS estiverem vazando

O modo mais simples de solucionar o problema é trocar de serviço VPN, já que isto indica que a empresa que gerencia sua VPN não garante recursos essenciais de segurança. Escolha uma opção que ofereça servidores DNS dedicados e proteção contra vazamento de DNS, como a NordVPN. Você também pode desabilitar o recurso de IPv6 manualmente no seu dispositivo. Só que isto pode exigir um nível maior de conhecimentos técnicos.

Como identificar vazamentos WebRTC

  1. Encontre seu endereço IP original no IPLeak e anote-o;
  2. Ative sua VPN e reinicie a página do IPLeak. Ela deve exibir seu novo endereço de IP e a localização baseada no país que você escolheu com sua VPN;
  3. Você deve visualizar um endereço IP privado que deve ser diferente do seu IP público. Mas vale lembrar que se seu endereço de IP privado estiver sendo exibido (geralmente, começando com 10.XXX ou 192.XXX, ou um IPv6 alfa-numérico) não significa que sua WebRTC está vazando.

O que fazer se sua WebRTC estiver vazando

Diferente do que acontece com o IP, não basta só mudar de VPN nem alterar algumas configurações para solucionar um vazamento de WebRTC. Para solucionar isto, os passos são estes:

  1. Use um navegador web que não seja compatível com o recurso WebRTC (há uma lista na Wikipedia que mostra os navegadores que não usam WebRTC);
  2. Desabilite a WebRTC seguindo estas dicas;
  3. Instale as extensões no navegador (no caso do Chrome, a extensão que remove a WebRTC é a WebRTC Network Limiter).

Agora, você já sabe como identificar vazamentos de IP, DNS e até WebRTC. Você consegue perceber o nível de segurança da VPN e se vale a pena continuar com a opção que você fez ou, então, escolher uma opção mais segura.