Seu IP: Desconhecido · Seu status: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido

Catfish: o que é e como se proteger

Quando aparece um anúncio com um preço absurdamente barato naquele smartphone que você tanto quer, aí você percebe que talvez a oferta seja boa demais para ser verdade. E, acredite, geralmente é o caso. Muitas pessoas podem perceber certos tipos de golpes e esquemas, mas a percepção pode ser afetada quando há emoções em jogo.

Laura Klusaitė

Laura Klusaitė

Catfish: o que é e como se proteger

Cibercriminosos e scammers usam as emoções das vítimas para tirar vantagens, e o catfishing é uma das modalidades de golpes mais recorrentes na atualidade. Então, é essencial saber mais sobre ele e como se proteger.

O que é catfishing?

Catfish é uma palavra que significa “peixe-gato”, de um jeito literal. A palavra é uma gíria em inglês usada para designar pessoas com intenções ruins que criam perfis fakes (falsos) para enganar vítimas usando de artifícios emocionais e, não raramente, tirando dinheiro e outras vantagens delas.

De um jeito simples, catfishing é um tipo de golpe online onde a pessoa assume uma identidade falsa. Este tipo de golpe é muito comum em redes sociais, aplicativos de paquera (como o Tinder, por exemplo – confira como excluir conta do Tinder), sites de encontros, fóruns e outros meios virtuais. Há várias razões que motivam este comportamento:

  • Eles querem conversar com outras pessoas, mas são inseguros sobre si mesmos: em geral, quem faz catfishing são pessoas solitárias que criam perfis para se conectar com outras pessoas. É um jeito de criarem conexões humanas enquanto fingem ser outra pessoa. Em muitos casos, estas pessoas não aplicam golpes financeiros, mas as vítimas podem se sentir enganadas e iludidas;
  • Eles querem praticar cyberbullying com a proteção do anonimato: muitos também usam do anonimato para praticar bullying virtual. Estas pessoas criam perfis falsos, acessam detalhes íntimos das vítimas e usam estas informações para assediá-las, algumas vezes também fora da internet, inclusive em conjunto com práticas de blackmail (chantagem) e doxxing. Usar perfis falsos aumenta a sensação de poder e impunidade;
  • Estas pessoas querem vigiar e espionar alguém: muitas pessoas criam perfis falsos para “testar” a fidelidade de um(a) parceiro(a) ou para vigiar alguém com quem tenham uma relação próxima sem que a pessoa saiba;
  • Elas querem ganhar dinheiro: também há muitas pessoas que usam o catfishing para tirar dinheiro das vítimas. Muitos colocam anúncios de falsos sites de encontro e paquera onde as vítimas fornecem informações de cartão de crédito e outros dados bancários. E, em vários casos, usam perfis falsos para se aproximar das vítimas, ganhar a confiança delas e fazer com que depositem valores em dinheiro, sempre usando de artifícios emocionais e psicológicos;
  • Elas podem ser qualquer pessoa: catfishers nem sempre são anônimos desconhecidos da internet. Há muitos casos de pessoas próximas que já eram conhecidas pelas vítimas e usavam perfis falsos para várias finalidades.

Como o catfishing funciona?

Basicamente, catfishing é uma prática adotada por indivíduos que criam perfis fakes (falsos) em redes sociais, fóruns, aplicativos de paquera e qualquer outro meio. Em geral, estas pessoas usam fotos de terceiros e não são raros os casos que envolvem crimes, fraudes e vários tipos de golpes. Em situações mais extremas, há relatos de sequestro, agressão física e até assassinato.

Catfishing envolve desde uma “simples” interação com perfis fakes até esquemas de roubo de dados bancários. Então, o funcionamento consiste, em termos simples, em usar perfis e informações falsas para se aproximar das vítimas, enganá-las e se tirar vantagens pessoais disto, sejam elas financeiras ou emocionais.

Os perigos do catfishing

Se você for vítima de catfishing, há alguns riscos envolvidos. Você pode perder dinheiro, fornecer informações pessoais sigilosas ou até mesmo se envolver emocionalmente com quem pratica este tipo de golpe.

Quando se trata de perdas financeiras, golpistas podem instalar spyware ou ransomware no seu dispositivo. Eles usam spyware para espionar as vítimas e monitorar as atividades online delas (o que pode incluir acesso à câmera do dispositivo, além de recursos de captura de áudio). Há também os riscos de ter dados bancários roubados. Com ransomware, eles conseguem criptografar seus arquivos e bloquear o acesso ao seu dispositivo, exigindo pagamento de resgates para devolver o acesso.

Se você usar um dispositivo do seu local de trabalho para se comunicar com catfishers, toda a rede da sua empresa pode ser comprometida. Muitos catfishers usam a aproximação com as vítimas e a confiança delas para comprometer empresas e grupos inteiros.

Além dos danos financeiros e materiais, há também os danos psicológicos. Vítimas de catfishing em geral se envolvem emocionalmente com os catfishers, relevando segredos, informações íntimas e compartilhando a vida delas. Então, mesmo que não haja perda de dinheiro nem danos materiais, estas pessoas saem emocionalmente destruídas deste tipo de golpe.

Confiar exageradamente em estranhos que você conhece pela internet pode ter consequências sérias. Muitos casos mais graves envolvem até mesmo ataques físicos ou assassinato. É preciso se proteger online, e isto inclui especialmente crianças com acesso à internet.

Como descobrir se uma pessoa é catfisher?

Reconhecer um(a) catfisher não é muito difícil. Se a pessoa nunca posta fotos no perfil (principalmente com outras pessoas), por exemplo, há grandes chances de você se comunicar com alguém que não é quem diz ser.

Você pode se proteger contra catfishing se souber reconhecer sinais deste tipo de golpe e tomar as atitudes corretas. Algumas pessoas jamais mostram seus rostos, mas outras chegam a se expor abertamente. Independente disto, você pode perceber alguns indícios que te ajudam a se prevenir contra danos materiais e emocionais:

  • Eles desaparecem quando confrontados
  • Se você perceber qualquer mentira e inconsistência e começar a questionar a pessoa e ela se afastar e sumir, há grandes chances de ser um(a) catfisher. Uma forma de evitar danos é sempre questionar informações que são passadas e confirmar se o que a pessoa diz é verdade. Redes sociais são o local favorito para este tipo de golpe porque induzem as pessoas a acreditar em ficções (por isto, é essencial se proteger contra os perigos das redes sociais).

  • Eles insistem em usar um programa específico
  • Outro alerta vermelho é perceber se, quando você quer fazer uma chamada de vídeo, por exemplo, a pessoa insiste em usar um programa específico do qual você nunca ouviu falar. Muitos catfishers instalam malware para espionar as vítimas e qualquer software suspeito pode servir para esta finalidade. Exija fazer chamadas através de programas conhecidos como Skype, Zoom, Google Hangouts ou pela chamada do WhatsApp, por exemplo. Mantenha programas de Proteção contra ameaças sempre ativos e atualizados no seu dispositivo.

  • Fazem amizade rápido demais
  • Golpistas querem ganhar sua confiança e intimidade. E querem fazer isto rápido. Desconfie de qualquer pessoa que você conhecer online e que demonstre intimidade rápido demais, principalmente se elas quiserem que você compartilhe informações íntimas.

  • Elas escondem o rosto
  • Se você conversar com alguém que sempre inventa desculpas para não mostrar o rosto, principalmente em uma chamada de vídeo, tome muito cuidado.

  • Os perfis em redes sociais são estranhos
  • Quando você começa a conhecer alguém, é interessante procurar pelos perfis em redes sociais para verificar mais sobre a pessoa. Muitas pessoas não gostam de usar redes sociais e isto é bem normal, mas é importante tomar cuidado com quem apresenta perfis suspeitos. Fotos genéricas, listas de amigos vazias ou cheias demais, ausência de comentários em fotos e postagens ou poucas informações pessoais são alguns sinais que podem indicar que o perfil é falso e pertence a um(a) golpista. Se você desconfia de um perfil, salve alguma das fotos e pesquise no Google Images. Assim, você pode perceber facilmente se a foto pertence a outra pessoa (muitas vezes, golpistas usam fotos extremamente genéricas).

  • Eles começam a falar em dinheiro
  • Muitos catfishers vão começar a falar em dinheiro de uma forma ou de outra. Eles pedem transferências para supostos tratamentos médicos, problemas familiares, situações de abuso, pagamento de empréstimos ou com a promessa de realizar um encontro presencial com as vítimas. Seja qual for a história, jamais forneça informações bancárias ou transfira qualquer valor para estas pessoas. Se o comportamento for agressivo após uma recusa, o sinal fica ainda mais claro.

É muito importante sempre tomar cuidado com as pessoas que você conhece online, assim como no cotidiano. Da mesma forma que você não deve colocar uma pessoa estranha na sua casa, é essencial não abrir as portas virtuais da sua vida antes de ter segurança sobre a identidade de quem está do outro lado.

Proteja sua identidade na internet e não revele informações pessoais sem um mínimo de confiança e credibilidade por parte das pessoas com as quais você se comunica.

Como se proteger contra catfishing?

Você pode adotar algumas práticas e cuidados que vão te ajudar a se proteger melhor contra a prática de catfishing.

  • Se você usa qualquer app de relacionamento, rede social, fórum ou qualquer plataforma onde haja interação entre os usuários, é muito importante tomar cuidado com perfis falsos.
  • Quando se comunicar com uma nova pessoa online, verifique se a pessoa tem perfis em redes sociais (como Facebook, Instagram, Twitter e afins). Isto já permite ter uma base para saber se você está falando com alguém que usa uma identidade real.
  • Use buscadores de imagens (como o Google Images) para pesquisar se as fotos do perfil estão disponíveis em outros lugares. Assim, você pode saber melhor se elas pertencem a outras pessoas ou se fazem partes de bancos genéricos de fotos.
  • Tente obter informações como nome completo, endereço e algum telefone. Também peça para fazer uma ligação ou uma chamada, preferencialmente por vídeo. Quem pratica catfish tenta evitar ao máximo este tipo de chamada onde a identidade real tem que ser exibida.
  • Se a pessoa pedir dinheiro ou qualquer benefício financeiro, jamais faça depósitos. E não importa o quanto a história seja mirabolante.

Sua segurança online começa com um clique.

Fique em segurança com a VPN líder a nível mundial


Laura Klusaitė
Laura Klusaitė Laura Klusaitė
Laura Klusaitė é uma gerente de conteúdo curiosa sobre tecnologia e privacidade online. Ela aprende algo novo todos os dias e compartilha esse conhecimento com leitores do mundo inteiro.