Seu IP: Desconhecido · Seu status: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido
Blog Novidades

Qual a Melhor VPN para a China?

O Grande Firewall da China pode limitar o acesso à internet, deixando algumas páginas e serviços indisponíveis aos usuários. Descubra como escapar dessas inconveniências e preserve sua liberdade usando a melhor VPN para a China: a NordVPN.

Laura Klusaite

Laura Klusaite

Jul 19, 2021 · Leitura de 5 min

Qual a Melhor VPN para a China?

O que é o Grande Firewall da China?

O termo Grande Firewall é usado para descrever o conjunto de ferramentas, dispositivos tecnológicos e medidas legislativas da China cujo propósito é restringir o acesso a certos conteúdos da internet no país.

Como todos os provedores de internet (ISPs) são de propriedade do governo, esse tipo de monitoramento e controle é facilitado e, assim, praticamente todas as informações que podem ser acessadas online pelas pessoas que estão no país passam pelo filtro chinês.

Por que usar uma VPN na China?

Na China, o acesso à internet é controlado pelo governo por várias estratégias, e o Grande Firewall é “apenas” uma delas. Por mecanismos políticos, tecnológicos e, às vezes, até sociais, o governo consegue manter controle da entrada e saída de dados online dentro do país, impondo bloqueios contra uma grande quantidade de conteúdos da internet.

Se você usa determinados aplicativos e redes sociais para se comunicar com amigos e familiares durante suas viagens, por exemplo, essas restrições podem ser uma enorme dor de cabeça e dificultar bastante (ou mesmo impedir) que você consiga fazer isso enquanto estiver na China.

É por isso que usar uma VPN é essencial. Somente com uma das melhores VPNs para a China, como a NordVPN, você poderá contornar essas restrições, ganhar acesso a todos os seus serviços usuais e se livrar da vigilância do governo chinês.

As alternativas nacionais chinesas

Um dos motivos por que a China impõe essas restrições é para alavancar seus próprios serviços nacionais. Lá, por exemplo, é possível encontrar diversos substitutos locais aos grandes buscadores, como o Google, além de redes sociais próprias que substituem outras como Instagram, Facebook e até alternativas ao YouTube.

O TikTok já é mundialmente conhecido, mas redes como WeChat e Weibo também mostram a capacidade chinesa de não só limitar redes estrangeiras, mas de criar suas próprias opções. Há até uma versão própria da China criada para se contrapor ao app de corridas Uber, o Didi Chuxing, sem falar no Tencent, para streaming de música.

Com uma população de quase um bilhão e meio de pessoas, não é difícil imaginar que esses aplicativos conseguem ser extremamente lucrativos, mesmo que inseridos exclusivamente dentro do mercado chinês, isso sem contar na expansão desses serviços para outros países, como o TikTok.

Como a censura funciona?

O complexo de monitoramento e de censura promovido na China é bastante sofisticado, já que o governo chinês usa vários métodos e táticas para restringir o acesso da população a determinados materiais da internet.

Entre essas técnicas, há o fato de o governo chinês ser detentor de todos os provedores de internet, como mencionamos. Assim, o governo é capaz de bloquear endereços de IP de websites e conteúdos indesejáveis. Além disso, eles usam vários métodos de adulteração e interferência em DNS, incluindo servidores que retornam endereços de IP falsos para os usuários.

Outro método usado pelo governo é a filtragem de palavras-chave para monitorar e rastrear conteúdo online, como ferramentas de pesquisa, aplicativos de mensagens e fóruns. Assim, eles podem acompanhar atividades indesejáveis e bloquear usuários e websites que não seguem as regras.

Grande parte desses processos ocorre de forma automática, mas há uma grande quantidade de profissionais treinados e preparados para fazer esses procedimentos e aprimorar esses mecanismos de censura e monitoramento.

Como verificar se um website é bloqueado na China

O governo chinês bloqueia sites individualmente ou até mesmo serviços online como um todo. Serviços que, no Brasil, são usados normalmente sofrem sérias restrições na China (como WhatsApp, Instagram, Facebook, Wikipedia, Google, Snapchat, entre outros).

Se você estiver na China, vai ser fácil perceber que um conteúdo está limitado, já que você não vai conseguir sequer acessar o recurso bloqueado.

Mas, fora da China, há ferramentas online que permitem essa consulta, como o China Firewall Test, um website que permite consulta para verificar se um domínio sofre restrições na China.

É permitido usar serviços de VPN na China?

O governo chinês realiza o bloqueio de vários serviços de VPN (clique aqui para saber o que é VPN e como ela funciona) e muitos provedores não funcionam no país. Mas há algumas opções que conseguem funcionar sem que sejam detectadas, como a NordVPN.

Mas essas opções são legais? Em resumo, a resposta é “mais ou menos”. De um lado, não existem proibições explícitas contra serviços de VPN, e eles não foram declarados oficialmente como ilegais, por assim dizer. Mas, por outro, muitos serviços são bloqueados no país justamente para dificultar as formas de burlar os sistemas de filtragem, monitoramento e censura da internet impostos pelo governo.

Em tese, para que uma VPN seja legalmente permitida no país, a empresa deve fornecer acesso backdoor ao governo, o que, na prática, torna a VPN totalmente insegura e anula a privacidade do usuário. Mas essa exigência é voltada para empresas, e não para pessoas especificamente.

Especialmente para visitantes, o uso de VPNs parece “liberado”. O único inconveniente que pode ocorrer é, durante a realização de revistas aleatórias de celulares, a polícia pedir que os aplicativos de VPNs sejam excluídos.

Como usar uma VPN na China

Antes de viajar para a China, é importante escolher um serviço de VPN de alto nível. Afinal, nem toda rede virtual privada é capaz de contornar o Grande Firewall. Na verdade, apenas os melhores provedores do mercado, como a NordVPN, que dispõem de recursos avançados de criptografia, além de um bom número de servidores de qualidade e constantemente atualizados, conseguem fazer isso.

Para usar a internet de forma segura, enquanto estiver na China, com a ajuda dos nossos serviços, basta seguir os passos abaixo:

  1. Escolha uma assinatura da NordVPN que se encaixe melhor nas suas necessidades e, então, crie sua conta.
  2. Baixe e instale nosso aplicativo de VPN em seu dispositivo.
  3. Conecte-se à NordVPN.

Nosso recurso de servidores ofuscados disponibiliza mais opções para você se conectar a servidores de VPNs localizados em Hong Kong, por exemplo. Se você quiser saber de outras funções, como a que possibilita ocultar seu IP, clique aqui.

Para mais informações quanto ao uso da NordVPN, não hesite em entrar em contato com nosso setor de suporte ao cliente. Nossa missão é tornar sua experiência na internet a mais segura e conveniente possível, não só na China, mas em qualquer canto do mundo.

Sua segurança online começa com um clique.

Fique em segurança com a VPN líder a nível mundial