O seu IP: Desconhecido · O seu estado: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido
Blog Como fazer

Malware: como remover vírus de computadores e telemóveis

Malware vem de malicious (malicioso) software, ou seja é um software que se infiltra num aparelho eletrónico ou rede informática para prosseguir objetivos contrários aos do seu proprietário. Existem vários tipos de malware, desde os menos problemáticos, como o adware (relacionado com anúncios) até aos mais perigosos, como os vírus.

Ilma Vienazindyte

Ilma Vienazindyte

Nov 16, 2021 · Leitura de 6 min

Malware: como remover vírus de computadores e telemóveis

O que é um vírus

Um vírus é um tipo de malware que, como o nome indica, pode reproduzir-se e infetar, isto é, infiltrar-se em milhares de computadores ou equipamentos mobile. É necessária a colaboração do dono do computador ou do telemóvel, e isso acontece porque, obviamente, o vírus não se apresenta enquanto tal – vem sempre escondido sob um disfarce aparentemente inofensivo, como um falso vídeo, um GIF ou algo semelhante.

As consequências podem ser desastrosas. Nalguns casos, o computador ou smartphone pode ficar mais lento; nos piores cenários, parte ou a totalidade dos dados guardados no aparelho podem perder-se.

Qual é a diferença entre vírus e malware

Sendo um vírus um tipo de malware, isso significa que há outros tipos de malware que não são vírus – embora sejam igualmente preocupantes. A principal característica que distingue um vírus é a sua capacidade de se replicar, criar cópias de si mesmo e infetar outros computadores, telemóveis ou aparelhos informáticos. Um vírus descarregado para o seu computador poderia infetar rapidamente toda a sua rede doméstica. São frequentes os casos em que os vírus, “entrando” por um telemóvel, se alojam em “computadores” ligados à Internet das Coisas, como aspiradores ou frigoríficos, transmitindo dados pessoais ou emprestando a sua capacidade de processamento a cibercriminosos.

Como detetar vírus no PC ou telemóvel

Para detetar um vírus, é essencial seguir alguns passos básicos de segurança. O programa de limpeza do PC deve estar sempre ligado, de preferência para fazer check-ups de forma regular (de preferência à noite, pois tornam o aparelho mais lento durante a utilização). A firewall do Windows e o Windows Defender, que vêm ligados por defeito, reforçaram a defesa contra as ameaças mais comuns.

Eliminar ficheiros temporários, limpar programas instalados e pouco usados e manter o aparelho com o disco até 50% da capacidade são medidas úteis. Ajudam a perceber por que motivo o computador está lento e podem levar à eliminação de malware que esteja disfarçado de programa ou nos temporários. Um Android vírus pode ser facilmente eliminado apagando aquela aplicação mais recente que não é assim tão necessária.

Mas nem todo o malware se deixa descobrir tão facilmente. Veja algumas medidas específicas para cada tipo de aparelho, nomeadamente como remover vírus do telemóvel, que é mais semelhante ao computador do que habitualmente se pensa.

Como eliminar vírus do computador ou equipamento mobile

Sendo um vírus uma das categorias de malware, os passos a tomar para eliminar vírus ou malware são semelhantes. Vejamos em seguida como enfrentar estas ameaças em diferentes plataformas.

Como remover malware do Android

O Android é relativamente vulnerável devido à sua natureza aberta. Tenha sempre cuidado no download e instalação de apps, pois é dessa forma – com a colaboração do dono – que o malware se instala. Assim que suspeitar de algo, execute os seguintes passos para remover o vírus do Android:

  1. Desligue o aparelho.
  2. Faça uma pesquisa online com outro telemóvel ou um computador. Pesquise pelos sintomas que notou. Tente perceber se uma das últimas aplicações que instalou tem algum histórico de problemas.
  3. Se o problema não lhe pareceu demasiado grave, tente encontrar um programa antivírus que possa limpar o vírus do telemóvel sem precisar de tomar outras medidas.
  4. Se não funcionar (ou não quiser um programa desse género), ligue o aparelho no modo Safe, para que arranquem apenas as aplicações nativas do Android. Tente eliminar as apps que suspeite que possam ser maliciosas.
  5. No limite, poderá ser necessário restaurar as definições de fábrica, tendo em conta que isso acarretará a perda de dados guardados no seu aparelho.

Como remover malware do iOS

O sistema fechado da Apple é tendencialmente mais seguro. Contudo, os seus utilizadores são também, por isso mesmo, menos desconfiados, e estão menos alerta quando o perigo surge. O WhatsApp, por exemplo, tem vindo a ser cada vez mais utilizado para disseminar vírus, e muitos proprietários de iPhone usam-no para comunicar. Como sempre, uma ameaça que chega através do WhatsApp vem disfarçada, e o utilizador instala malware sem se aperceber.

Caso o iPhone ou iPad comece a comportar-se de forma estranha, siga estes passos (parecidos, mas não iguais, aos descritos acima para eliminar um vírus do Android):

  1. Desligar o aparelho.
  2. Tentar perceber se os problemas poderão coincidir com o download e instalação de uma aplicação recente.
  3. Restaurar um back-up da cloud, algo que a página de apoio ao cliente da Apple ajudará a fazer.
  4. Restaurar as definições de fábrica. Se chegou a este ponto, é praticamente impossível que o vírus não tenha sido eliminado.

Como remover vírus do Windows

Remover vírus do PC pode ser mais difícil. Principalmente do Windows, uma vez que esse tem sido, ao longo da recente história da informática, o ambiente preferido dos hackers e do cibercrime. Veja os seguintes passos:

  1. Reinicie o computador em modo seguro (Safe mode). Se os sintomas desaparecerem, é provável que a eliminação de ficheiros temporários, de um dos programas instalados mais recentemente ou até da cache do browser possam resolver o problema.
  2. Se a desinstalação não resolveu o problema, instale e corra um programa antivírus. Faça-o no modo seguro para minimizar os riscos.
  3. O próximo passo é a reinstalação do sistema operativo, de preferência o Windows 10 uma vez que a versão mais atualizada é sempre a melhor preparada contra vulnerabilidades e ataques.

Como remover vírus do Mac

Tal como acontece com os aparelhos móveis, os computadores fixos Mac utilizam o ambiente fechado iOS que é bastante seguro. Porém, extensões do Safari e determinadas aplicações poderão esconder software malicioso, que é instalado juntamente (mas de forma invisível) com o programa legítimo. Eis o que se pode fazer para remover vírus de um computador iOS:

  1. Desligar o aparelho assim que detetar sintomas estranhos, de uma possível ameaça.
  2. Reiniciar o aparelho no modo seguro e desinstalar as aplicações que possam estar a causar o problema. Note que nem sempre o culpado é um ficheiro executável com um nome estranho; por vezes pode ser um software totalmente legítimo. Se o criminoso tiver hackeado, ou comprometido, a distribuição de software de uma empresa legítima, esta poderá ter estado a enviar software “infetado” para os seus clientes e utilizadores sem se aperceber. E estes, confiando na marca, instalam por sua vez o vírus sem disso darem conta, também.
  3. Remova as extensões do browser que não sejam absolutamente necessárias (principalmente se utilizar o Google Chrome, mas independentemente do navegador que esteja a usar).
  4. A restauração das definições de fábrica será o último passo.

Como posso proteger-me contra vírus?

  • Não clique em links nem descarregue anexos de mensagens de remetentes desconhecidos ou suspeitos. As técnicas de phishing incluem colocar um link cujo texto sugere um endereço mas que, na verdade, aponta para outro – o endereço “armadilhado” para onde o cibercriminoso quer dirigir a vítima.
  • Mantenha o seu software sempre atualizado, principalmente o sistema operativo. Os “updates” servem, em grande parte, para reforçar as defesas dos programas contra ameaças que vão sendo descobertas e para corrigir vulnerabilidades existentes.
  • Use software fidedigno e de confiança. Descarregue apps móveis vindas somente do Google Play ou da App Store.
  • Já mudou a password do seu router doméstico? As passwords de fábrica podem ser comprometidas e dar acesso a todos os aparelhos ligados ao respetivo router.
  • Use uma VPN para proteger a ligação contra bisbilhoteiros. A VPN não protege contra vírus, mas ao encriptar as suas comunicações torna mais difícil aos hackers encontrar uma oportunidade de ataque.
  • Copie a sua informação mais sensível para um disco externo. Submeta-o a “scans” para detetar malware e trabalhe nele offline (desligando o computador da internet).
  • As empresas devem ter estratégias de mitigação contra ciberataques (cópias de dados, sistemas de redundância, etc.) e limitar o acesso aos seus diversos sistemas, para que nem todos os colaboradores tenham acesso a toda a rede. Um colaborador que seja vítima de um ciberataque pode, inadvertidamente, comprometer toda a empresa se tiver credenciais de acesso de alto nível.

A segurança online começa com um clique.

Fique em segurança com a principal VPN do mundo

Também disponível em: Español, Português Brasileiro