O seu IP: Desconhecido · O seu estado: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido
Blog Em detalhe

WebRTC: o que é e como desativá-lo

Os utilizadores de VPN devem ficar atentos: o Firefox e o Chrome têm uma vulnerabilidade de segurança que pode expor o seu endereço IP, a menos que esteja a usar uma VPN com todos os recursos, como a NordVPN. Continue a ler para descobrir o que é o leak do WebRTC e como se pode proteger.

Ilma Vienazindyte

Ilma Vienazindyte

Aug 08, 2019 · Leitura de 4 min

WebRTC: o que é e como desativá-lo

O que é o WebRTC?

WebRTC (Web Real-Time Communication) é uma ferramenta open-source que permite aos navegadores como o Chrome ou o Firefox efetuarem ligações em tempo real, peer-to-peer, aos sites que visitas.

Esta ligação permite que o teu navegador efetue tarefas como enviar e receber áudio ou comunicações vídeo via browser com outros participantes online – sem teres a necessidade de descarregar qualquer software ou aplicação.

O WebRTC é um protocolo “não proprietário” que permite a qualquer site efetuar ligações rápidas com os navegadores para transmissão e receção de informação áudio ou vídeo.

Esta ligação, efetuada apenas quando dás permissão ao navegador para se conectar ao site, troca informações. com o teu IP através de canais especiais, supostamente, de forma segura.

Há sites, contudo, que contornam a segurança da ligação WebRTC e a usam para aceder ao teu IP verdadeiro, mesmo que tenhas uma VPN.

Quando esta vulnerabilidade foi descoberta, alguns fornecedores de VPN tomaram medidas para corrigir o erro, mas tal não é possível porque esta funcionalidade faz parte da própria WebRTC.

Como proteger a nossa ligação WebRTC

Existem várias formas de evitar que sites maliciosos saquem informação privada através da WebRTC. A mais simples é através do NordVPN. Quer estejas a utilizar uma VPN regular ou um dos nossos plugins de Firefox ou, Chrome, podes manter o teu IP anónimo, ao mesmo tempo que autorizas ligações através de WebRTC no teu navegador de internet.

Também é possível bloquear pedidos de ligação WebRTC no browser, mas é um processo um pouco mais complicado. Além disso, ao contrário da criação do IP anónimo do NordVPN, este método vai frequentemente impossibilitar as funcionalidades da WebRTC.

Como desativar a WebRTC no Chrome

Desativar a ligação WebRTC pode ser complicado, pelo que recomendamos que uses uma extensão de Chrome para o fazer. Fazê-lo manualmente envolve edição de ficheiros que pode causar instabilidade e mau funcionamento do Chrome.

A extensão WebRTC Leak Prevent é a extensão líder em Chrome para prevenir fugas de informação relacionadas com WebRTC. Como o programador afirma na página, esta extensão apenas altera a segurança e as definições de privacidade do WebRTC – não o desativa.

Como desativar a WebRTC no Firefox

Felizmente, o Firefox tem uma opção para desligar a WebRTC, contudo, pode ser difícil chegar lá. Se não sabes como o fazer, segue estes passos:

  1. Escreve “about:config” na barra de endereço do navegador e pressiona enter. Vai surgir um aviso de segurança, mas podes clicar em “Eu aceito o risco!”.
  2. Aparecer-te-á uma lista de definições, a maioria das quais não precisas (nem deves) alterar. Encontrarás também três colunas com o estado da definição, o tipo de definição e o seu valor. Para encontrar a que precisas, clica em Ctrl+F (Cmd+F em Mac) e pesquisa “media.peerconnection.enabled”.
  3. Quando encontrares esta definição, deve estar no tipo “booleano” com o valor “true”. Faz duplo-clique para alterares o valor para “false” e o estado para “modified”.

E já está! Esta alteração vai desativar todas as ligações WebRTC, impedindo qualquer site de aceder ao navegador.

Como desativar a WebRTC no Safari

É possível desativar a ligação WebRTC no Safari, mas é muito complicado encontrar esta opção quando comparado com o Firefox. Esta complexidade deve-se a esta ser uma funcionalidade recentemente implementada no navegador da Apple, estando ainda em fase experimental e acessível apenas aos programadores.

Contudo, se seguires estas instruções, encontrarás a forma de desativar a WebRTC no Safari:

  1. Abre o Safari e vai a “Preferências” no menu drop-down.
  2. Clica na opção “Avançadas” e verifica se a opção “Mostrar Menu de Desenvolvimento” na barra de menus está selecionada.
  3. Clica na agora vísível barra “Desenvolvimento” na barra de menu e escolhe “WebRTC” do menu drop-down. Se a opção “Ativar API Legado WebRTC” está selecionada, clica nela para a desativar.

Se tudo tiver sido feito corretamente, o teu Safari estará agora livre de “leaks” através de WebRTC. No entanto, tem em conta que isto também poderá impedir o normal funcionamento de alguns serviços no navegador Safari.

Bloquear fugas por WebRTC não é suficiente

Bloquear fugas por WebRTC é um bom começo para garantir uma navegação segura na internet, mas será suficiente? A resposta é não.

Se utilizas a extensão de navegadores NordVPN ou um serviço de VPN para bloquear estes “leaks”, dispões de uma série de ferramentas que asseguram uma proteção essencial.