O seu IP: Desconhecido · O seu estado: ProtegidoDesprotegidoDesconhecido

O que é o modo de segurança?

Suspeita que possam existir vírus no seu computador? Pretende fazer um “check” para detetar erros no disco rígido, ou outros? Será o Windows Defender suficiente para resolver o problema, ou nem por isso? Se sentir dúvidas num momento de crise, a solução pode passar quase sempre pelo modo de segurança do Windows.

Laura Klusaitė Laura Klusaitė

Laura Klusaitė

O que é o modo de segurança?

Modo de segurança, o que é?

O que é o modo de segurança? Esta ferramenta, já bastante antiga no Windows e replicada por outros sistemas operativos, reduz a atividade do aparelho ao mínimo indispensável para “arrancar” e operar. Iniciar em modo de segurança deixa indisponíveis grande parte dos programas e funcionalidades, partindo de dois princípios:

  • Um desses programas poderá estar a causar instabilidade ou erros, que deixarão de suceder se ele não for ativado.
  • Os erros (ou a ação de vírus) poderão comprometer dados armazenados ou programas instalados no seu aparelho.

Em qualquer um dos casos, o modo de segurança funciona como um modo de atuação temporário, concebido expressamente para o utilizador se dedicar a resolver o que está a causar problemas. Quando a situação estiver resolvida, poderá retomar a utilização normal.

Em alguns casos, não é possível utilizar a internet em modo de segurança. Todavia, ela poderá ser necessária para, por exemplo, fazer um “scan” em busca de malware. Nestes casos, recomenda-se utilizar uma conexão segura, o que pode ser feito com facilidade e eficiência através de uma rede privada virtual ou “virtual private network” (VPN). Clique aqui para encontrar mais informações sobre VPN.

Benefícios do modo de segurança

Além de permitir verificar se existem erros, arrancar em modo de segurança no Windows 10 ou noutros sistemas operativos dá-lhe vários outros benefícios. A remoção de programas é uma das possibilidades a que se recorre com mais frequência. Caso não seja possível remover ou desinstalar um programa na totalidade, o “safe mode” deverá poder permitir essa remoção.

Outro dos benefícios é a correta identificação de um problema. Pode acontecer, por exemplo, que o computador não esteja a encerrar corretamente. Se for o caso, entrar em modo de segurança pode ajudar a diagnosticar o motivo. Mas um dos benefícios mais surpreendentes do modo de segurança é a poupança de bateria. Se quiser usar apenas as aplicações “standard” do seu telemóvel, o “safe mode” mantê-las-á ativas e desligará as restantes, o que resultará num menor consumo energético.

Como ativar o modo de segurança no Windows 10

O arranque em modo de segurança no Windows 8 é bastante simples, bastando pressionar a tecla F8. No Windows 10 é ligeiramente mais complexo, mas perfeitamente executável. Eis os passos:

1. Vá a Iniciar (Start).

2. Clique em Definições (Settings).

3. Clique em Atualizações e Segurança (Update & Security).

4. Restaure o sistema, clicando na respetiva opção na coluna da esquerda (System restore).

5. Clique na opção Reiniciar.

6. O computador reinicia. Nas opções, escolha Resolução de problema (Troubleshooting) e depois em Opções avançadas (Advanced Options).

7. No ecrã azul, escolha Definições de Arranque (Startup Settings) e Reiniciar (Restart).

8. O computador reinicia. Entre as opções agora apresentadas, estão as de iniciar o computador em modo de segurança, com ou sem internet.

Como desativar o modo de segurança

A forma passa pelo clássico comando “Executar”, sobrevivente das primeiras versões do Windows mas que muitos deixaram de utilizar quotidianamente ou nunca utilizaram.

1. Pressione as teclas Windows + R em simultâneo.

2. Na caixa Executar, escreva msconfig.

3. Em seguida, nas opções de arranque, desative a opção de arranque em modo seguro, e clique em OK.

4. Em seguida, e para terminar, basta clicar em Reiniciar para que o computador aplique as alterações efetuadas e reinicie já em modo normal.

Modo de segurança noutros aparelhos

O reinício em modo de segurança num computador Mac é bastante simples. Reinicie o aparelho enquanto pressiona a tecla Shift, libertando-a quando aparecer a janela de login. A seguir, faça login no Finder e entrará em modo de segurança.

Em Android, os três passos são igualmente simples. Com o seu telemóvel ou tablet ligado, pressione e mantenha pressionado o botão de ligar e desligar (power). Aparecerá no ecrã uma opção para desligar. Carregue nela durante alguns segundos. Aparecerá uma opção questionando se pretende arrancar em modo segurança. Pressione OK para confirmar e prosseguir.

Já em iPhone, a opção de “safe mode” pode variar consoante a versão. No iPhone 7, deverá conectá-lo a um computador e desligue-o (o aparelho móvel). Certifique-se que o iTunes está a ser executado. Em seguida, mantenha pressionados os botões snooze e o de baixar o volume, por 10 segundos. Em seguida, e devendo o ecrã ficar preto, liberte o snooze e mantenha pressionado o de baixar o volume até que o iTunes anuncie o recovery mode.

O que fazer se o modo de segurança não resolveu o problema?

Nem todos os vírus podem ser identificados ou eliminados com a ajuda do modo de segurança. Alguns são mais resilientes e exigem soluções alternativas.

Na cibersegurança, a prevenção é mesmo o melhor remédio, e passa muito por assumir um comportamento responsável na navegação online e pelo uso de software de segurança como uma VPN. Mas o que se pode fazer quando um problema persiste em afetar um dispositivo, mesmo depois deste ter sido colocado em modo de segurança?

Estas são algumas soluções e recomendações alternativas:

  1. Contacte um profissional: problemas informáticos muito graves podem requerir o apoio de um profissional. Nem sempre é a solução mais acessível do ponto de vista financeiro, mas é melhor do que ter de comprar um computador novo!
  2. Desligue a Internet: para prevenir danos adicionais e evitar a disseminação do vírus, desconecte o seu dispositivo da Internet, mesmo que para tal seja necessário desligar o cabo de rede.
  3. Atualize as suas passwords: mesmo que seja necessário utilizar um segundo dispositivo para o efeito, atualizar as suas passwords num momento de crise é extremamente recomendável. Caso possível, tente também eliminar os ficheiros de cache que se encontram armazenados no seu dispositivo.

A segurança online começa com um clique.

Fique em segurança com a principal VPN do mundo


Laura Klusaitė
Laura Klusaitė Laura Klusaitė
success Autor verificado
Laura Klusaitė é uma gestora de conteúdos curiosa sobre tecnologia e privacidade online. Aprende uma coisa nova todos os dias e partilha esse conhecimento com leitores de todo o mundo.