O seu IP: Desconhecido · O seu estado: Protegido
Desprotegido
Desconhecido
Blog Em detalhe

Saiba o que é uma VPN para iPhone e porque deve instalar uma

Uma VPN (“Virtual Private Network”, ou Rede Privada Virtual) é um serviço que aumenta a privacidade online do seu utilizador, criando um escudo protetor que separa a ligação de internet do olhar indiscreto de terceiros. Uma VPN funciona da mesma forma num aparelho com sistema operativo da Apple (Mac, iOS) ou com outro sistema operativo, e os seus benefícios em termos de privacidade e segurança verificam-se da mesma forma.

Laura Klusaite

Laura Klusaite

May 05, 2021 · Leitura de 5 min

Saiba o que é uma VPN para iPhone e porque deve instalar uma

A tradicional questão sobre a segurança do Android vs iPhone não se coloca aqui; sendo certo que o ambiente iOS da Apple é mais seguro que o “universo” aberto do Android, as ameaças colocadas por hackers e cibercriminosos não olham a sistemas operativos. Quem preza a segurança dos seus dados pessoais e das suas atividades online deve considerar seriamente a instalação de uma VPN no iPhone.

Porque precisa de uma VPN no iPhone?

Uma VPN liga-o à internet através de um “túnel” de encriptação, escondendo o seu endereço de IP. O túnel impede que terceiros (incluindo hackers) possam ver a sua atividade ou os dados que envia e recebe. Há várias situações em que uma VPN para iOS é especialmente recomendada:

porque precisa de uma VPN no iPhone

Uso de Wi-Fi público

O uso de redes de Wi-Fi públicas tornou-se corrente. Nas grandes cidades quase é possível “andar” de uma rede para outra (aeroportos, centros comerciais, transportes públicos, etc.) sem perder conexão. Contudo, estas redes são geralmente desprotegidas e os dados que nela circulam facilmente intercetáveis. O Wi-Fi público é um alvo preferencial de cibercriminosos à “pesca” de dados de cartões de crédito, passwords ou outra informação pessoal da qual possam beneficiar.

Este problema resolve-se facilmente utilizando uma VPN para aceder à internet através de uma rede de Wi-Fi pública. O cibercriminoso que consiga detetar atividade transmitida com recurso a uma rede privada virtual debater-se-á com informação encriptada, praticamente impossível de decifrar.

Em viagem pelo estrangeiro

Quem se encontrar em viagem quererá certamente aceder aos mesmos sites (redes sociais, sites de notícias, serviços de e-mail, lojas online, etc.) a que acede quando se encontra no seu país. Contudo, outros países aplicam regulamentação própria à internet, que em muitos casos compreende vários níveis de censura. Isto é especialmente grave em países cujo nível de democracia, de acordo com o Índice de Democracia (elaborado pela Economist Intelligence Unit, baseada em Londres), seja médio ou baixo.

Ao trazer uma VPN no iPhone, o viajante poderá contornar com mais facilidade eventuais restrições que encontre no país de chegada. A VPN muda o seu IP, permitindo escolher usar um IP de outro país; dessa forma, esconderá a informação acedida e enviada dos olhares dos fornecedores de serviços de internet locais e das agências governamentais. Para jornalistas de investigação isto é especialmente importante. Além disso, o utilizador acederá a serviços de “streaming” dos quais seja cliente, ligando-se a um servidor do seu próprio país; por este motivo, muitos utilizadores procuram a VPN para a Apple TV mais adequada.

Para proteção de privacidade, em geral

Mesmo quem pense que não tem nada a esconder, por não estar envolvido em quaisquer atividades ilegais ou ilícitas, deve proteger a sua privacidade na internet. A recolha de dados pessoais sobre os utilizadores permite o lançamento de ataques de “phishing” mais ou menos personalizados, que poderão lesar o utilizador de várias maneiras. Recorde-se como o hacker Rui Pinto, estando na posse de informação tão escassa como o endereço de e-mail e as funções profissionais das suas potenciais vítimas, conseguiu aceder aos e-mails e sistemas informáticos da sociedade de advogados PLMJ e da própria Procuradoria-Geral da República.

Uma VPN permite fazer uma navegação “descansada” pela internet, minimizando as possibilidades de concessão de informação pessoal que possa vir a ser utilizada contra o utilizador. Mesmo que não tenha nada a esconder só tem a ganhar ao navegar de forma incógnita e discreta pela internet.

Como configurar a VPN no iPhone

como configurar a VPN no iPhone

Configurar uma VPN no iPhone é fácil e rápido, desde a instalação à configuração final. Vejamos os passos necessários em seguida.

Como ativar e desativar

Depois de escolher o serviço que irá usar, é necessário descarregar e instalar a respetiva aplicação no iPhone (ou iPad). Ao abrir a aplicação, o utilizador deve registar-se (se estiver a usar o serviço pela primeira vez) ou autenticar-se (se, por exemplo, já for utilizador da VPN no computador). Depois de estar “logado” na conta, o utilizador recebe um pedido de permissão para configurar a VPN no aparelho. Deverá autorizá-lo, deixando que a aplicação faça essa configuração automaticamente.

Logo que a aplicação esteja instalada, configurada e pronta a utilizar, o utilizador poderá decidir em cada momento se quer ou não utilizá-la. Em muitas ocasiões será vantajoso utilizá-la, mas ao usar o iPhone a partir de casa ou de uma outra rede de confiança, talvez não seja necessário ter o serviço ativo. Note-se que as questões de segurança e privacidade se aplicam da mesma forma às redes domésticas, pelo que seria de considerar a configuração de uma VPN no router para que todas as ligações de casa (computadores, smartphones, “Internet das Coisas”, etc.) estejam protegidas!

Em todo o caso, mudar a VPN no iPhone para “on” ou “off” é fácil: basta aceder às definições, tocar em “Geral” e depois em “VPN”, podendo então ativar ou desativar. Quem tiver mais que um serviço de VPN instalado deverá escolher qual pretende ligar ou desligar.

Como ativar e desativar a conexão VPN manualmente

Alguns utilizadores preferem configurar a conexão manualmente, em vez de deixarem a tarefa para a aplicação. Para quem não se importa de investir alguns momentos extra para ter mais controlo sobre o seu equipamento e a sua utilização, aqui ficam os passos para configurar a conexão VPN manualmente no iPhone ou iPad.

  • Aceda às definições do seu aparelho e toque até chegar à opção VPN. Por baixo das opções pré-definidas, escolha “adicionar configuração VPN”.
  • A primeira opção no novo ecrã será “tipo”, que deve ser escolhida. Há três tipos de VPN que se podem escolher. Consulte o site do serviço se não souber qual o que quer instalar. Os três tipos são:
    • IKEv2: significa “Internet Key Exchange” e é um protocolo desenvolvido pela Microsoft.
    • IPSec: um “pack” com altos níveis de privacidade e segurança.
    • L2TP: um protocolo algo mais lento, mas com uma criptografia de 256 bits bastante robusta.
  • Depois de escolher, toque em “adicionar configuração VPN” para defini-la e regressar ao ecrã anterior.
  • Insira as informações da VPN (descrição, ID de segurança, etc.) nos respetivos campos.
  • Insira o nome de utilizador e senha nos respetivos campos. Por fim, toque em “ok”.
  • No ecrã de configurações VPN, toque no ícone de chave junto à VPN agora configurada, mudando-o para “conectado”.

Protegendo o iPhone: o que ter em conta

O que devemos ter em conta ao escolher a melhor VPN para o iPhone? O importante é ter um serviço simples e “instantâneo”, que possa ser ligado facilmente e a qualquer momento, tão facilmente como se se estivesse a aceder a uma rede social. Deverá ser um serviço “no-logs”, isto é, que não crie registos da atividade do utilizador, protegendo verdadeiramente a sua privacidade.

Estas são precisamente as características da aplicação iOS da NordVPN. Relembremos os pontos principais:

porque NordVPN
  • Muitos servidores. A NordVPN permite-lhe escolher de entre mais de 5200 servidores em cerca de 60 países. A rede assegura conexões estáveis e velocidades mais altas.
  • Apoio ao cliente 24/7. Sempre que precisar, a qualquer hora, o cliente pode dirigir-se ao serviço de suporte da NordVPN para ver as suas questões esclarecidas.
  • Altos níveis de segurança. A NordVPN usa o protocolo de encriptação AES com chaves de 256-bits de modo a impedir que os dados dos utilizadores sejam identificados ou compreendidos.
  • Utilização amigável. A aplicação iOS na NordVPN é fácil de utilizar e agradável à vista. Basta descarregar, autenticar-se, acionar o botão “Quick connect” e já está!

A segurança online começa com um clique.

Fique em segurança com a principal VPN do mundo